Da Russia com amor IIFrom Russia with love II

Segundo João Chagas “O Porto não é em rigor uma cidade: é uma família.” Os portuenses sentem-se assim, mas também os turistas que visitam a cidade. Não é raro a quem nos visita sentir-se em casa e por isso querer registar em fotos a sua passagem pela cidade. Em recantos escondidos propícios para namorar ou sobre o olhar altivo da Ponte D. Luis, na cidade do Porto respira-se  uma liberdade e uma alegria contagiante que não inibe ninguém e ajuda a tirar fotos descontraídas e espontâneas. Foi o caso deste casal russo que se sentiu tão bem na cidade Invicta que resolveu imortalizar o tempo que aqui passou com uma belíssima sessão fotográfica.

 

According to João Chagas “Porto is not really a city: it’s a family.” The Porto people feel that way, but also tourists who visit the city. It is not uncommon for those who visit us to feel at home and therefore want to register in beautiful photos their visit to the city. In romantic hidding places or under the glance of the old bride Luis I in the city of Oporto we breathe a freedom and contagious joy that helps to take relaxed and spontaneous photos. It was the case of this Russian couple who felt so good in the city Invicta that decided to immortalize the time spent here with a beautiful photo shoot.

 

Leave a reply